Telefone62 3265-0400
Busca
Pacientes
Médicos e Profissionais de Saúde
exames » endoscopia

Endoscopia

Endoscopia, significa olhar dentro. Trata-se de uma especialidade médica que se ocupa de obter imagens médicas diagnósticas utilizando-se de um endoscópio. O endoscópio é um aparelho que consta basicamente de uma fonte de luz e alguma forma de visualização da imagem. São consideradas endoscopias:

  • A endoscopia digestiva é um tipo de exame médico que se utiliza de um endoscópio para obter imagens do trato digestivo objetivando o diagnóstico e enventualmente o tratamento de patologias que porventura o acometa.

É realizada basicamente com anestesia tópica a base de spray de anestésico local, em geral licodaína, na base da língua e orofaringe visando minimizar o incômodo da passagem do endoscópio, bem como a ocorrência de reflexos autonômicos. Auxiliando a anestesia tópica em geral se administra sedativos variados

  • A cistoscopia, também conhecida como endoscopia urológica, é o exame do interior da bexiga realizado com o auxílio de um cistoscópio.

A cistoscopia é um exame que permite auxiliar o diagnóstico de sintomas relacionados com a porção inferior do aparelho urinário e tratar situações específicas como cálculos vesicais ou os tumores da bexiga. Consiste na inspeção da bexiga (reservatório da urina produzida pelo rim, antes de ser excretada para o exterior) e da uretra (canal que conduz a urina da bexiga para o exterior) com um cistoscópio.

A cistoscopia é usada para diagnosticar as causas dos sintomas do aparelho urinário inferior (bexiga e uretra), resolver situações de cálculos vesicais (pedras na bexiga), fazer uma biopsia (retirar um fragmento de tecido para análise anatomo-patológica) a tecidos suspeitos de neoplasia (cancro), cauterizar (queimar) tumores da bexiga. A cistoscopia realiza-se com o auxílio de um cistoscópio.

Existem dois tipos destes aparelhos:

Cistoscópio rígido - é um endoscópio rígido com uma fonte de luz e um canal separado que permite que outros instrumentos sejam acoplados. O seu uso geralmente requer anestesia local ou mesmo geral.

Cistoscópio flexível - Este é o mais utilizado, principalmente para diagnóstico e seguimento da evolução da maioria dos tumores vesicais. O instrumento é constituído por uma fibra óptica que é facilmente manuseada, o que facilita a sua passagem através das curvas da uretra. Este aparelho geralmente pode ser usado sem anestesia. O cistoscópio flexível é introduzido pela uretra, com a ajuda de um lubrificante, até atingir a bexiga. A câmara que possui permite visualizar todas as estruturas, uretra, bexiga e porção final dos ureteres (canais que ligam os rins à bexiga), através da projeção da sua imagem num monitor de televisão. Outros instrumentos podem ser introduzidos para possibilitar a realização de biopsias, remoção de cálculos ou cauterização de tumores.

A cistoscopia é realizada por um médico especialista em urologia e raramente tem complicações. Podem surgir, durante ou após o exame, algumas dores de curta duração e que cedem facilmente a analgésicos. Nos casos que incluem também intervenção cirúrgica é mais frequente a presença de dores no pós-operatório.A vantagem do exame é permitir uma visualização direta do aparelho urinário inferior e permitir a resolução ou tratamento de algumas situações, dispensado assim uma futura intervenção aberta, que terá um pós-operatório mais doloroso e recuperação mais lenta.

 

 

« voltar

 

Newsletter
desenvolvido por
5ª Avenida nº180, Setor Universitário, Goiânia - GO.
62 3265-0400
Rua T-55 nº 741, Setor Bueno, Goiânia - GO.
62 3933-0200