Telefone62 3265-0400
Busca
Pacientes
Médicos e Profissionais de Saúde
quimioterapia » como funciona

A quimioterapia é uma modalidade de tratamento composta de um coquetel de medicamentos que buscam impedir a proliferação rápida e desordenada das células cancerosas. Como atuam em diversas etapas do metabolismo celular, as medicações alcançam as células malignas em qualquer parte do organismo com o objetivo de diminuir ou cessar a atividade do tumor.  O tratamento   pode ser realizado com um único medicamento ou através da combinação de vários deles, por via intravenosa (na veia ou por catéteres) , via oral (comprimidos ou cápsulas) intramuscular ou subcutânea.

 

Como funciona a Quimioterapia no organismo?

A quimioterapia pode ser indicada como tratamento isolado ou ainda ser feita em conjunto com a cirurgia e a radioterapia, dependendo de fatores como tipo de tumor, localização e estágio da doença. Para cada diagnóstico é definido o tipo e as combinações dos medicamentos a serem administrados ao paciente.

As aplicações podem ser diárias, semanais, mensais, obedecendo aos intervalos programados pelo médico. Durante o período de tratamento é feito um acompanhamento das condições do organismo através de exames de sangue.

Os  medicamentos interferem na capacidade de multiplicação das células cancerosas. Os remédios utilizados atingem as células doentes e também podem atingir algumas células as normais.

As células normais mais afetadas são aquelas que rapidamente se dividem, incluindo as de folículos pilosos, gastrointestinal, sistema reprodutivo e medula óssea. Por isso, efeitos colterais podem ocorrer, variando em freqüência e intensidade, de pessoa para pessoa.  Os sintomas mais comuns são: anemia, fadiga, suscetibilidade a infecções, lesões orais, náuseas e vômitos, diarréia e queda de cabelo. Alguns desses efeitos são transitórios, podendo ocorrer apenas por alguns dias após a aplicação da quimioterapia; outros podem durar um pouco mais ou, às vezes, persistir durante todo o tratamento. Mas, a maioria deles cessam após o término das sessões.

Em alguns casos os efeitos colaterais podem ser mínimos ou até inexistentes. Isso não significa que a quimioterapia não está fazendo efeito. É importante discutir todos os sintomas com seu médico que providenciará alívio para grande parte deles.

 

« voltar

 

Newsletter
desenvolvido por
5ª Avenida nº180, Setor Universitário, Goiânia - GO.
62 3265-0400
Rua T-55 nº 741, Setor Bueno, Goiânia - GO.
62 3933-0200