Telefone62 3265-0400
Busca
Pacientes
Médicos e Profissionais de Saúde
radioterapia » orientações aos pacientes

A maioria dos efeitos colaterais da Radioterapia se limita a área que está recebendo radiação. Por exemplo, uma paciente com câncer de mama pode experimentar irritação leve a moderada na pele da mama que está sendo tratada, já um paciente com câncer de língua pode ter dor para deglutir alimentos, pacientes sendo tratados na região abdominal podem sentir náuseas ou mesmo diarréia.

Estes efeitos colaterais agudos se relacionam ao dano às células que se dividem rapidamente. Usualmente são efeitos colaterais temporários e podem ser tratados com medicamentos prescritos pelo médico radioterapêuta.

Os efeitos colaterais geralmente se iniciam na segunda ou na terceira semana do tratamento e podem permanecer até algumas semanas após o término do tratamento. Em algumas situações raras, alguns efeitos colaterais sérios podem se desenvolver, mesmo  após o término da radioterapia. È importante comunicar ao médico radioterapêuta, ou à enfermeira da equipe, qualquer alteração que o paciente julgue relacionada ao tratamento.

O efeito colateral mais comumente relatado por pacientes recebendo Radiação é fadiga. Este  “ cansaço”  pode ser leve ou moderado e é diferente para cada paciente. Também pode estar relacionado com a área que está sendo tratada ou com outros tratamentos concomitantes, como quimioterapia. Os pacientes devem continuar todas as suas atividades diárias, entretanto, às vezes, o tratamento de câncer exige um esforço físico e mental importante do paciente e ele pode se sentir cansado se persistir na sua rotina. Sempre que possível, o paciente deve tentar relaxar e descansar um pouco.

Cada paciente deve perguntar ao seu médico Radioterapêuta quais os efeitos colaterais que podem aparecer durante e após o seu tratamento especifico. Também é dever do paciente relatar o aparecimento destes efeitos colaterais para serem devidamente tratados pelo médico.

Faça repouso

Muitos pacientes apresentam fadiga durante o período de tratamento, portanto é importante que se faça repouso caso isso seja necessário. Apesar de ser importante o descanso ou redução das atividades diárias, existe evidência de que alguma atividade física durante o tratamento pode ajudar a reduzir a fadiga. Se o paciente tem dúvida em relação a exercícios físicos, deve esclarecê-las com seu médico.

Siga as recomendações médicas

Em muitos casos, os médicos vão prescrever medicamentos ou mesmo fazer recomendações em relação ao tratamento. O paciente deve seguir as recomendações do seu médico. Cada caso deve ser tratado de forma individual, pois pacientes têm sensibilidades diferentes ao tratamento e devem receber recomendações de acordo com suas necessidades.

Faça refeições balanceadas

O paciente deve ter nutrição balanceada durante o tratamento, devendo ingerir alimentos saudáveis e ricos em vitaminas e minerais. Caso seja necessário, recomendações especiais em relação à alimentação serão feitas a fim de evitar o aumento de efeitos colaterais.  O paciente não deve tentar perder peso (emagrecer) durante o tratamento, visto que é necessário aporte calórico adequado e o paciente poderá necessitar de mais calorias do que o usual devido ao câncer e ao tratamento. Pode ser que seja recomendado o uso de complementos alimentares ou mesmo que o paciente passe por avaliação com nutricionista.

Trate a pele exposta a Radiação com cuidados extras

A pele da área que está recebendo o tratamento pode ficar avermelhada e sensível, semelhante à queimadura por sol. O médico radioterapêuta e/ou a enfermeira dedicada á oncologia poderão fazer recomendações específicas em relação aos cuidados da pele. Algumas recomendações são:

  • Limpe a pele diariamente com água morna e sabonete
  • Evite o uso de cremes, perfumes, desodorantes ou talcos na área tratada, exceto quando recomendado ou aprovado pelo médico ou enfermeira. Tente não usar produtos que contenham álcool e perfumes nestas áreas.
  • Evite choques térmicos na região (frio ou calor). Incluindo bolsa de água quente ou de gelo.
  • Evite o sol. Se o paciente necessita sair ao sol, deverá usar chapéu ou roupa adequada para a proteção da pele da região tratada. Após o tratamento use filtro solar.


Procure ajuda

O paciente, bem como familiares, poderá experimentar uma grande carga emocional durante o diagnóstico e o tratamento do câncer. É comum que se sinta ansioso, deprimido, com medo ou desesperançoso. Falar de seus problemas e anseios pode ajudar. Procure apoio. Pergunte ao seu médico sobre grupos de ajuda ou profissionais (psicólogos) que possam te ajudar a superar esta fase.

« voltar

 

Newsletter
desenvolvido por
5ª Avenida nº180, Setor Universitário, Goiânia - GO.
62 3265-0400
Rua T-55 nº 741, Setor Bueno, Goiânia - GO.
62 3933-0200